Bioética, Biodireito e Células-Tronco: A Vitória da Esperança

bioetica_celulasCom rigor técnico, revelando sólida formação jurídica, o autor soube traçar os parâmetros para uam criteriosa análise doutrinatária das consequencias das pesquisas com células-tronco embrionárias e as limitações jurídicas que as envolvem, sem esquecer a relevância da utilidade do uso da técnica como forma de minorar o sofrimento humano, ao permitir a cura de inúmeras doenças. Imensa é a importância desta oba que não perdeu sua atualidade com o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade 3.510, feito pelo Supremo Tribunal Federal, mas, ao contrario, serve de fundamento teórico para ampliar o entendimento em derredor do tema.

Monica Aguiar – Profa. de Bioética da Graduação e Pós-Graduação
Faculdade de Direito – UFBA

O livro está dividido em 5 capítulos que assim estão distribuídos: o primeiro analisa as evoluções paradigmáticas que estão ampliando os horizontes da sociedade, demonstrando a importância da Bioética e do Biodireito na concretizaçãodo holismo na esfera científica; o segunda examina as teorias conceptualista, natalista e da formação cerebral como início da vida, que tratam da diferenciação dos conceitos de ser humano e pessoa; o terceiro é o ponto focal do trabalho, analisando as limitações das pesquisas com células-tronco embrionárias, desde as oposições religiosas, destacando seu histórico a importância das suas descobertas para a cura de inúmeras doenças e sua fundamentação filosófica até a sua regulamentação atual no Brasil e no Exterior; no quarto capítulo são descritas outras aplicações das célula-tronco destacando a clonagem terapêutica, como uma alternativa aos transplantes e, por fim, no quinto, apresentamos uma análise dos porincipais argumentos discutidos no Supremo Tribunal Federal , que culminaram com a liberação das pesquisas com células-tronco embrionárias no Brasil.

Um comentário em “Bioética, Biodireito e Células-Tronco: A Vitória da Esperança

  • 30 de maio de 2013 em 17:07
    Permalink

    Excelente livro, em linguagem culta, mas ao mesmo tempo uma linguagem de fácil entendimento, tanto para “experts” em Direito e Medicina, quanto aos leitores comuns. Sinto-me lisonjeada por ter feito a revisão final.

Fechado para comentários.